Bem-vindos à terapia do Futuro acontecendo agora! Multiterapia Legítima By Lou de Olivier
          Técnica Terapêutica registrada sob nº 5.260.568. Todos os direitos reservados. 
   Home      Pessoas indigo ou cristal
 Artigo de Lou de Olivier
 

Pessoas Índigo e Pessoas Cristal, 

o que é distúrbio e o que é futurismo:


 Há muitos anos penso escrever sobre este tema mas sempre adio. Hoje porém preciso abordar, de forma resumida mas profunda, algo que vem sendo confundido cada vez mais.



A Ciência, que sequer considera as crianças cristais, classificou as crianças índigo como um devaneio do que a Ciência chama de “pseudociência”, a “Parapsicologia”. Como sempre, a Ciência desconsidera o que não é “cientificamente comprovado”. Mas as mudanças que ocorrem com frequência cada vez maior no planeta são inegáveis e o que a Ciência precisa perceber é que, se nenhum dos índigos ou cristais passou por “provas científicas” é porque ambos estão ocupados demais melhorando a vida no planeta e não porque sejam frutos de crenças de uma “pseudociência”



A maioria dos poucos artigos sobre o tema afirma que estas crianças especiais estão vindo ao planeta a partir do ano 1980 (os indigos) e a partir de 2000 (os cristais), porém sabe-se que os índigos começaram a nascer esporadicamente quase seicentos anos e com mais intensidade há aproximadamente duzentos anos e os cristais há quase cem anos já estão chegando à Terra. Prova disso está na existência de seres como Michelangelo (1475-1564), Galileu Galilei (1564 - 1642), Leonardo da Vinci (1452-1519), Santos Dumont (1873-1932) e Albert Einstein (1879- 1955) entre outros inúmeros anônimos mas também importantes para a evolução do planeta. Por isso hoje temos pessoas de todas as idades que são comprovadamente índigos ou cristais e, pela divulgação errada de que deveriam ter nascido a partir da década de oitenta ou dois mil, seguem desorientadas sem sequer saber que são SIM índigos ou cristais dependendo de suas características.




Artigos mal fundamentados também afirmam que estas crianças são detectadas a partir das cores de suas (ou seus) auras sendo as índigo na cor azul índigo e as cristais de aura transparente lembrando cristal. Esta afirmação equivocada surgiu das observações da pioneira nestes estudos (especialmente dos índigos) Nancy Ann Tappe que, em 1982, publicou um livro intitulado “Understanding Your Life Through Color” (Compreendendo a sua vida através da Cor). Neste livro ela classificou os padrões comportamentais dessas crianças de acordo com a cor que ela via em suas auras. Observou também que, a medida que o tempo passava, algumas cores de aura sumiam e outras apareciam.


Este é outro erro gritante porque classifica apenas pela aura a identidade de pessoas que, de fato, fazem a diferença neste planeta. É preciso lembrar que aura (que na sua real definição significa brisa ou vento suave), no conceito dos místicos e ocultistas foi estipulado que definiria o nome da camada energética que envolve todos os corpos vivos, sendo assim, tudo que tem vida (animais, plantas e seres humanos) possui uma “aura”.



Aqui esbarramos em dois erros que se divulga: primeiro até uma planta pode apresentar esta aura azul ou transparente ou mesmo de outras cores e nem por isso pode ser considerada “cristal” ou “índigo”. Um animal também pode apresentar diversas cores de aura e também não pode ser considerado modificador do planeta apesar de alguns animais parecerem mais inteligentes e sensíveis do que alguns humanos, mas este é tema para outro artigo. 


Aliás, este tema é tão complexo que integra o currículo do curso “Equilíbrio Energético Vital”, os interessados devem escrever para equipe@loudeolivier.com ou  clicar aqui  e solicitar mais informações.


OBS: Alguns estudiosos preferem citar aura como masculino (o aura) para não ser confundido com o termo científico que corresponde ao período anterior à dor de cabeça nas crises de enxaqueca (cefaleia enxaquecosa clássica) mas isso é só uma curiosidade, na verdade pode-se aceitar tanto "o aura" quanto "a aura"

Outro fator sobre a cor da aura é que ela não é imutável. Ela pode alterar a cor e forma (espessura) durante o dia. Uma pessoa que acorde com a aura transparente ou índigo pode apresentar uma cor avermelhada ou roxa ou qualquer outra cor ao deitar-se. Isso se deve ao fato da aura ser influenciada pelas energias que a pessoa capta durante o dia. Especialmente os índigos e os cristais são pessoas extremamente sensíveis que captam as energias dos ambientes purificando-os. De uma forma simplista, estes seres captam as energias densas e as transmutam devolvendo uma energia purificada ao ambiente. Por isso, estas pessoas sofrem muito porque, ao captarem estas energias densas, sentem indisposições físicas, alterações de humor e podem frequentemente ser confundidas com portadores de algum distúrbio.



Inclusive há uma característica muito importante que é a diferenciação entre as pessoas índigo e cristal. Ambas são extremamente evoluídas, geralmente aprendem muito em pouco tempo, assimilam uma quantidade incontável de informação, captam informações que ninguém do seu convívio capta e estão empenhadas em melhorar o mundo ao seu redor e a humanidade como um todo. Mas diferem quanto ao grau de consciência; as pessoas cristal, em geral, tem um grau de consciência muito mais elevado, as pessoas índigo também tem mas em um grau menor. Outra diferenciação é quando são contrariadas ou incompreendidas, têm reações opostas: os índigos explodem, argumentam de forma firme e podem até tornar-se agressivos enquanto os cristais retraem-se, voltam-se a sí mesmos numa atitude considerada autística. Por isso, estas pessoas correm o risco de ser confundidas com bipolares (índigos) e autistas (cristais). 


Este é um importante ponto que os Terapeutas devem estar atentos no atendimento aos pacientes. Diferenciar uma pessoa autista de uma cristal e diferenciar uma pessoa índigo de uma bipolar. Inclusive muitos “autistas inteligentes” são na verdade Cristais e muitos considerados bipolares são, de fato, índigo.



Outra diferenciação importantíssima é o ano de nascimento da pessoa, há anos específicos de nascimento dos índigos e dos cristais e é preciso conhecê-los para um diagnóstico preciso. Não enumerarei os anos aqui por ser também um assunto complexo, necessitando de muitas explicações e podendo causar polêmicas, por isso reservei este conteúdo para o curso “Segredos das anamneses e dos diagnósticos (Distúrbios e Transtornos). Interessados, cliquem aqui ou escrevam para equipe@loudeolivier.com e obterão todas as informações.



Finalizando este artigo introdutório, as pessoas índigo ou cristal, trazem uma energia concentrada ao planeta, são extremamente sensíveis, intuitivas e espiritualizadas o que não significa que sejam religiosas, na verdade, grande parte desses seres revoltam-se com as regras e exigências das religiões e vivem de acordo com suas próprias crenças ou podem seguir em alguma religião mas sempre questionando os ensinamentos ou então passando por diversas religiões e crenças sem se firmarem em nenhuma.


Há muitos outros detalhes importantes sobre as pessoas índigo e cristais, inclusive no que as diferencia, mas não cabe expor neste artigo que pretende ser introdutório. Aprofunde-se neste e em outros temas importantes para a evolução individual e coletiva no curso: “Equilíbrio Energético Vital”. Saiba mais,  clique aqui  ou escreva para equipe@loudeolivier.com e enviaremos mais informações. 


Saiba como detectar e diagnosticar corretamente os Distúrbios, os Transtornos e os desvios causados pela desorientação espiritual no curso: “Segredos das anamneses e dos diagnósticos (Distúrbios e Transtornos). Saiba mais, clique aqui ou escreva para equipe@loudeolivier.com e enviaremos informações detalhadas.